• Beatriz Couto

Por que fevereiro foi marcado por chuvas acima da média em 2020?


Fevereiro foi marcado por chuvas acima da média no Sudeste. Com a intensificação das mudanças climáticas decorrentes do aquecimento global, desastres como os ocorridos nos últimos dias vão acontecer com maior frequência. A explicação para as últimas catástrofes na região sudeste do Brasil se dá pela ausência de variações de temperatura no Oceano Atlântico, um outro sinal das alterações climáticas.


Neste mês, as quatro capitais da região apresentaram índices de precipitações acima da média histórica. São Paulo registrou o maior índice acumulado de chuvas em fevereiro desde o começo das medições do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em 1943; Rio teve o maior índice no mês desde 1996; Belo Horizonte teve a maior marca desde 2014; e Vitória também registrou valor acima da média. A meteorologista Daniela Freitas, em entrevista no G1, explica que as temperaturas do oceano Atlântico não estão variando entre quente e fria e, neste ano, não estão esquentando como o esperado. Segundo Daniela, a falta de variação das temperaturas no oceano, não decorre de fenômenos climáticos como El Niño ou La Niña.


Apresentando média histórica a cidade do Rio o mês de fevereiro foi o mais chuvoso em 24 anos, de acordo com a estação do instituto no Alto da Boa Vista. Em apenas cinco anos, a prefeitura da cidade reduziu em 58% as despesas com ações para conter efeitos da chuva, em 2018, segundo o portal de transparência da Prefeitura do Rio. Os gastos que somavam 531 milhões de reais para ações e programas, como drenagem, saneamento e proteção de encostas, chegaram a 224 milhões em 2018, menos da metade. Na semana que antecedeu a chuva que destruiu parte da Zona Oeste do Rio e deixou, na cidade, a prefeitura remanejou R$ 14 milhões de verbas previstas para contenção de encostas e para drenagem. A retirada foi movimentada para o carnaval, a Casa Civil e para o Cimento Social. Decretos com as transições foram publicados no Diário Oficial.


Efeito das chuvas na cidade...


Em estágio de alerta, a cidade do Rio de Janeiro sofreu com as fortes chuvas ocorridas no último domingo,1. Cerca de cinco mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas e até o momento, quatro mortes foram confirmadas. As informações são do último boletim divulgado ontem pela Defesa Civil Estadual (Sedec-RJ) e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro.

0 visualização

Conecte-se

Assine a nossa Newsletter

Fale Conosco

Em caso de dúvidas ou sugestões, entre em contato conosco

Endereço

Edifício Orly Avenida Marechal Câmara, 160 - Sala 414 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20020-907

Telefone

(21) 2551-7215

EMAIL

© 2020 - Instituto OndAzul