Projeto
USO SUSTENTÁVEL DOS SISTEMAS LAGUNARES

As lagunas costeiras são ecossistemas de alta produtividade biológica e de grande interesse para a sociedade, permitindo múltiplos usos e fornecendo variados serviços para as populações residentes e visitantes. O projeto Uso Sustentável dos Sistemas Lagunares (USSL) visa analisar as pescarias lagunares sob um enfoque mais amplo e integrado numa perspectiva ecossistêmica que considera as espécies exploradas e os componentes econômicos e sociais. Através deste formato buscamos a inserção dos pescadores e comunidades como agentes transformadores em busca de sistemas de gestão mais eficientes que assegurem a utilização dos recursos naturais de forma sustentável. Neste sentido, o projeto USSL será desenvolvido em 5 comunidades de 4 municípios (Amendoeira e Itapeba - Maricá; Mombaça - Saquarema; Baleia - São Pedro da Aldeia e Siqueira - Cabo Frio). Como objetivo buscamos o fortalecimento das comunidades através de demandas locais a partir do monitoramento participativo da produção pesqueira e valoração da cadeia produtiva, do Turismo de Base Comunitária (TBC), ações de Educação Ambiental (EA) e engajamento das comunidades em capacitações direcionadas para geração de renda. Para tanto serão utilizadas metodologias diversificadas baseadas em três eixos: O eixo Pesca Sustentável e Qualidade de Vida compreende a caracterização da atividade pesqueira, a descrição da estrutura trófica dos sistemas lagunares, e o estabelecimento de um “hub” de difusão de conhecimentos através da (EA) chamado Teia dos Saberes. Este conjunto de ações visa a adoção de práticas de pesca responsáveis através da melhoria da obtenção dos dados e informações, diagnosticar os meios de vida das comunidades, caracterizar os compartimentos bióticos de cada sistema lagunar para simular cenários auxiliando na gestão das lagoas, além de subsidiar intercâmbio de aprendizagem e experiências através da EA. O eixo TBC utilizará a Teia dos Saberes como polo de turismo científico buscando a sensibilização e engajamento dos parceiros para desenvolver uma roteirização de vivências, além de realizar eventos de capacitação comunitária e cursos de formação de condutores aptos a apresentar as potencialidades turísticas de cada localidade. O eixo Desenvolvimento econômico e fortalecimento comunitário pretende oportunizar a geração de renda nas comunidades a partir do estabelecimento da certificação social do pescado, criação de uma rede de comercialização de pescado e cursos de capacitação em empreendedorismo.

_DSC0161.JPG